Quando o inesperado acontece: Violência doméstica

Ninguém entra em uma relação para dar errado. Seja por meio de redes sociais, encontros casuais, apresentados por amigos, conheceu na festa, no trabalho ou na fila do mercado, não importa! Quando bate mais forte o coração, vamos em frente sem pestanejar e confiantes do coração acalentar!
Tudo parece lindo e maravilhoso quando de repente ele começa a dar palpites na sua roupa, no seu modo de agir, em quem está no seu facebook, pede suas senhas, invade a sua individualidade… No começo você pode achar que é demonstração de cuidado, ciúmes bobo, mas pode ser o início de uma tristeza sem fim.
Da manipulação emocional à agressões e até perseguição, várias são as facetas para a instalação da violência propriamente dita. E ela se apresenta de diversas formas: violência sexual, física, psicológica e até patrimonial: a falta de respeito veste muitas roupagens.
O Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS – vem dentro do município de São João Batista/SC sendo procurado cada vez mais por mulheres cansadas desta rotina pesada, com um desejo de se libertar, querendo dar um fim às ilusões, ansiando por mudanças, porém muitas, trazem consigo, medos e receios que atravancam o processo.
Estas mulheres são acolhidas pela equipe de referência que realiza a escuta qualificada e as orientações e encaminhamentos possíveis e necessários, para que elas saiam desta situação. Os atendimentos são amparados pela Lei Maria da Penha (Lei nº 11340/06 de 07 de agosto de 2006).
Estabelecido em nosso município desde 2010, o CREAS é uma unidade pública da política de Assistência Social onde são atendidas famílias e pessoas que estão em situação de risco social ou tiveram seus direitos violados. Referente a dados de atendimento sobre violência contra mulher, os números registrados em nosso sistema se mostram relativamente menor do que a realidade, pois existem as que procuram o serviço apenas para um desabafo, não portando documentos na hora do atendimento o que impede de fazer o registro e por alguma razão, não retornam mais.
Dentro do que estas mulheres relatam nos atendimentos, o que seria a “causa” para as violências, estão fatos associados à dependência química, situação de desemprego, ciúmes, entre outros… Lembrando de que nada justifica a violência. Nada.
Neste ano de 2019, no mês em que se comemora o dia internacional da mulher, a Secretaria de Assistência Social de São João Batista aproveitará o destaque que é dado a figura feminina para realizar uma campanha de prevenção e orientação sobre Violência Doméstica. Dentre as atividades que serão realizadas pelos equipamentos estão palestras nas escolas, panfletagem, distribuição de cartazes e abertura de grupos específicos voltados às mulheres.

Se você conhece alguém ou passa por estas situações, procure o CREAS ou faça sua denúncia na delegacia de polícia civil ou disque 180.

%d blogueiros gostam disto: